terça-feira, 14 de dezembro de 2010

A garota que leu minha mente








A garota que leu minha mente
Voava como o vento
Falava a linguagem do mundo
E, com seu olhar belo, profundo
Veio morar em meu pensamento
E quando abraço as dunas e beijo o mar
Eu mergulho em devaneios
Em uma insensatez calculada
Querendo o tempo apressar
Meu coração se parte ao meio
Ao lembrar que a pessoa amada
Vive entre prédios a sonhar
E sirvo de elo de ligação
Entre a garota com olhos de praia
E a bela paisagem
Onde as palavras são pássaros
Voando alto, longe do chão
Mas pousam em meus ombros
E levam minhas frases
Para quem levou meu coração


Marcelo Poeta

3 comentários:

Cibele disse...

Ola!!!
Esta de parabens pelo seu Blog....
....muito lindo esse poema!!!
Sucesso para vc sempre!

Adejos disse...

Um homem falando em forma de poesia, desnudando-se em metáforas, sobre algo que a habita seus pensamentos e resvala ao coração... Isso sim é um mistério revelado.
***
Teu poema é uma pintura que começa nos olhos e se finaliza com a interpretação.

bjs

Neusa Maria de Azevedo disse...

Gostei de seus poemas. Me fizeram pensar. São escritos com muito zelo e astúcia.

Convido você a ler meus poema.
Google: Poemas de Neusa Azevedo